Histórico

Nosso HistóricoHistórico

Atualmente

Atualmente, a Diretoria é composta por Marcelo Versiani Tavares (Presidente), Eugênio Alfonso Sempertegui Coronel (Secretário) e Roberto Junqueira Polizzi (Tesoureiro).

 

Vivemos um momento de franca ebulição, política, científica, societária, econômica e mercadológica, em que os paradigmas se modificam em uma velocidade frenética, beirando a proximidade do caos e a ausência de limites. Os constantes avanços tecnológicos e a multiplicação exponencial do conhecimento, associados a uma demanda, progressivamente, mais exigente e a um mercado extremamente competitivo, impõe a busca contínua da excelência, do aprimoramento técnico-científico e da diferenciação. Neste cenário turbulento, um dos maiores desafios é transformar a informação em conhecimento, proporcionando assim maiores benefícios para os pacientes, tanto pelo incremento da qualidade, quanto pela redução dos riscos e maximização da segurança.

 

Outrossim, é preciso fortalecer e revigorar as nossas raízes, sem, contudo, transformá-las em âncoras que nos aprisionam. É preciso inovar sem medo de errar mas, com maturidade e humildade suficientes para assumir os erros e a força para corrigi-los. O nosso crescimento profissional e científico, de forma ética e sustentável, é a melhor arma de fortalecimento e defesa da nossa especialidade.

 

É com este espírito inquieto e inovador, em busca do inimaginável amanhã, que a Diretoria se manterá sempre acessa e focada em busca de fomentar a produção científica e aumentar a presença dos mineiros no cenário científico nacional, estimular uma maior união e interação entre todos, bem como fortalecer as relações interinstitucionais, inclusive com o judiciário.

Anos 2000

Biênio 2014-2015

A Diretoria da Regional Minas da SBCP neste período foi formada por Antônio Carlos Vieira (presidente), Marcelo Versiani Tavares (secretário) e Alfonso Sempertegui Coronel (tesoureiro).

Um dos principais objetivos desta equipe foi a qualificação dos cirurgiões plásticos mineiros. Para isso, investiram na realização de jornadas, simpósios e cursos, na capital e no interior. Valorização do cirurgião plástico, combatendo os falsos mutirões e alertando a população de que cirurgia plástica é com cirurgião plástico foi outra bandeira da Diretoria.

Uma de suas maiores preocupações foi a sobrevivência financeira da SBCP-MG, que deu continuidade ao Plano de Parceria com patrocinadores, iniciado na gestão anterior, responsável pela ampliação da gestão financeira da instituição. Mas, sem dúvida, o maior feito da gestão 2014-2015 foi a realização do 52º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica em Belo Horizonte.

Biênio 2012/2013

Em 2012, Cláudio Salum Castro assumiu a presidência da SBCP-MG, após quatro anos nas funções de tesoureiro e secretário. Os demais membros da diretoria que tomaram posse foram Marcelo Versiani Tavares (Secretário) e Antônio Carlos Vieira (Tesoureiro).

Durante a gestão de Salum, a logomarca da Regional foi repaginada, ganhando formas mais modernas e destacando mais o estado de Minas Gerais. Foram quatro Mutirões de Cirurgia Plástica que beneficiaram homens, mulheres e crianças carentes com cirurgias de blefarosplastia, reconstrução mamária e orelhas em abano.

Os eventos científicos foram um sucesso de público e qualidade científica, com a realização das 6ª e 7ª edições do Simpósio Mineiro de Intercorrências em Cirurgia Plástica, 4º e 5º Curso de Inclusão de Implantes com Cirurgias ao Vivo, 6º e 7º Congresso Sul Mineiro, 2ª e 3ª edições do Simpósio de Cirurgia Plástica no Leste Mineiro e 17ª e 18ª Jornada Mineira de Cirurgia Plástica.

Biênio 2010/2011

Em 2010, tomaram posse Eduardo Nigri dos Santos (presidente), Cláudio Salum Castro (secretário) e Antônio Carlos Vieira (tesoureiro). Nessa gestão, o sucesso em realização de eventos científicos de qualidade continuou com a 4ª e 5ª edições do Simpósio de Intercorrências, 4ª e 5ª edições do Congresso Sul Mineiro, 2ª e 3ª edição do Curso de Inclusão de Próteses, 1º Simpósio do Leste Mineiro e 15ª e 16ª edição da Jornada Mineira de Cirurgia Plástica.

Em 2010, a SBCP-MG obteve uma grande conquista: conseguiu a aprovação para realizar a Jornada Mineira anualmente. Em 2011, Eduardo Nigri encerra a sua gestão com chave de ouro. Belo Horizonte venceu a disputa com outras capitais nacionais e irá sediar, em 2015, a 52ª edição do Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica.

Biênio 2008/2009

Em janeiro de 2008, assumiram a diretoria da SBCP-MG os cirurgiões Jorge Menezes (presidente), Eduardo Nigri (secretário) e Cláudio Salum (tesoureiro). De fato, o trabalho dessa diretoria marcou a história da SBCP-MG. Com o projeto da Administração Itinerante, trouxeram mais união e qualificação aos especialistas mineiros, principalmente do interior.

Em todos os encontros, (nove, ao todo), a Regional promoveu palestras e debates que visavam à atualização dos cirurgiões plásticos de fora da capital. Em todos eles também foi reservado um tempo para a discussão da situação do profissional nas respectivas cidades, no estado e no país. A comunicação com os sócios continuou eficaz, por meio do site, do jornal e do boletim online. No total, foram 12 Plástica em Minas, 31 Boletins Online e mais de 52 mil visitas ao site.

Biênio 2006/2007

O biênio 2006-2007 foi presidido pelo cirurgião Renato Rocha Lage, juntamente com os diretores Jorge Menezes (secretário) e Eduardo Nigri (tesoureiro). No período, foram realizados vários eventos importantes para a Regional Minas, dentre eles o Simpósio Mineiro de Intercorrências, em Ouro Preto. Uma grande conquista desta gestão foi uma maior integração com a Nacional o que colaborou para que os eventos fossem mais participativos e as ações mais consistentes.

Biênios 2002/2003 – 2004/2005

Nos anos de 2002 a 2006, a diretoria da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Regional Minas Gerais (SBCP-MG) e do Departamento de Cirurgia Plástica, foi composta pelos cirurgiões Oromar Moreira Filho como presidente, Renato Rocha Lage como secretário e Kleber dos Santos Teixeira como tesoureiro.

Algumas ações colaboraram para uma nova etapa na história da cirurgia plástica em Minas. Entre elas, pode-se citar a preocupação da diretoria com a modernização da instituição, tornando-a mais atraente aos sócios. A edição de um novo jornal “Plástica em Minas”, mais moderno gráfica e editorialmente, foi um primeiro passo. O boletim disponível na Internet e o novo site foram outras ações importantes para inserir os cirurgiões plásticos no cotidiano da sociedade mineira,

Biênio 2000/2001

No ano 2000 assumiu a diretoria da Regional Minas Gerais e Departamento de Cirurgia Plástica, os médicos Ataliba Ronan Horta de Almeida como presidente, Oromar Moreira Filho como secretário e Carlos Inácio Coelho de Almeida como tesoureiro.

Neste ano foi sediada em Belo Horizonte a XIII Jornada Centro-Oeste de Cirurgia Plástica. Em 2001, a diretoria conquistou para Minas Gerais, no dia 14 de setembro, a oficialização da Jornada Mineira de Cirurgia Plástica. Desde então, este importante evento passou a ocupar seu merecido espaço na agenda dos eventos oficiais da SBCP, tornando-se independente da região designada Centro-Oeste.

Década de 90

Os anos 90 foram marcados principalmente pelos eventos realizados pela Regional e Departamento, como a V Jornada Centro-Oeste de Cirurgia Plástica e a IV Jornada Mineira de Cirurgia Plástica, realizadas pela diretoria composta pelos médicos Sérgio Moreira da Costa (presidente), Oromar Moreira Filho (secretário) e Wellerson Rodrigues Cáspar (tesoureiro), no início de 1991.

No final de desse mesmo ano, foi eleita a diretoria encabeçada por Sebastião Nelson Edy Guerra como presidente, Odo Adão como secretário e Carlos Eduardo Guimarães Leão como tesoureiro.

Em 1993 foi reeleito Sebastião Nelson Edy Guerra, que manteve inalterada a composição de sua diretoria. Essa gestão organizou o XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, agendado para o período de 29 de outubro a 02 de novembro de 1994.

No ano de 1995 foi realizada nova eleição quando foram conduzidos para o cargo de presidente o Dr. Carlos Eduardo Guimarães, Alberto Gonçalves Camargos para secretário e Múcio Leão Pessoa de Castro para tesoureiro. Neste biênio, foram realizadas duas jornadas Centro-Oeste, conjugadas com duas jornadas mineiras.

Em 1996 foram eleitos para a presidência o médico Alberto Gonçalves Camargos, para a secretaria Carlos Inácio Coelho de Almeida e para a tesouraria, Ricardo Sérgio da Fonseca e Alves. A diretoria realizou no ano de 1998 a VIII Jornada Mineira de Cirurgia Plástica e no ano de 1999 a IX Jornada Mineira de Cirurgia Plástica na cidade de Ouro Preto.

Década de 80

A década de 80 ficou marcada pelas inúmeras promoções científicas realizadas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Regional Minas Gerais. Outro acontecimento que se destacou no período foi a mudança, em 1985, da Regional e Departamento para uma sede própria, tornando-se independente das instalações da Associação Médica de Minas Gerais.

As eleições para diretoria continuavam a acontecer a cada biênio. Em 1980, foram eleitos os médicos Evaldo Alves D’Assumpção como presidente, Eugênia Maria Saraiva como secretária e Ronan Horta de Almeida como tesoureiro. Nesta gestão, com a política de interiorização das atividades, realizou-se a I Jornada de Cirurgia Plástica de Pará de Minas, em novembro de 1982, e a Jornada de Cirurgia Plástica do Trauma, em Varginha, em 1983.

Em dezembro de 1983, assumiu a nova diretoria eleita em chapa única. Edgard Rocha Silva – presidente, Eugênia Maria Saraiva -secretária e João Wilson Prados – tesoureiro.

No ano de 1985, o médico Edgard Rocha Silva foi reeleito presidente, tendo como secretário Milton Vianna de Castro e como tesoureiro Mauro Ribeiro da Costa.

Nesta gestão foi realizado, no Minascentro, em Belo Horizonte, o XXII Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, numa época em que os congressos de cirurgia plástica já viviam novas realidades. De poucas centenas de cirurgiões que participavam, mais de mil passaram a participar dos congressos. Foi também neste mandato que a Regional Minas e o Departamento de Cirurgia Plástica adquiriram sede própria.

Em agosto de 1987, tomou posse a diretoria composta pelos médicos Milton Vianna de Castro (presidente), Sérgio Moreira da Costa (secretário) e Teófilo Braz Taranto Goulart (tesoureiro).

Década de 70

A década de 70 foi marcada por grandes avanços, que levaram as entidades a se fortalecerem e ganharem representatividade junto à categoria.

Em outubro de 1970, foi criado pelo médico Evaldo Alves D’Assumpção o Curso Teórico Integrado de Cirurgia Plástica, que visava a congregar todos os serviços de cirurgia plástica credenciados em Belo Horizonte numa única programação científica. Inicialmente, este curso era realizado na Clínica Soplar de Cirurgia Plástica. Depois, foi transferido para a sede da AMMG e oficializado pela SBCP-MG. O Curso continua mantendo suas atividades até hoje.

Em dezembro de 1971 foi eleita a terceira diretoria da SBCP Regional Minas Gerais, composta pelos médicos José de Oliveira Barra (presidente), José Carlos Ribeiro Resende Alves (secretário) e Francisco Aun (tesoureiro).

Apesar de sua existência teórica, fazia-se necessária uma medida para tornar a atuação da Regional mais efetiva. Devido a essas circunstâncias, o cirurgião Evaldo Alves D’Assumpção convocou uma Assembléia Geral entre o Departamento de Cirurgia Plástica e a Regional Minas da SBCP, no dia 11 de dezembro de 1972, para propor a fusão das duas entidades.

Para viabilizar a proposta, aprovada em assembléia, Evaldo Alves D’Assumpção, que presidia o Departamento de Cirurgia Plástica naquele ano, tendo José de Oliveira Barra como vice, renunciou ao restante de seu mandato, permitindo a ascensão do vice-presidente à presidência e, com isto, estabeleceu-se uma única diretoria para as duas entidades. Para completar a fusão, foi firmado um convênio com a Associação Médica de Minas Gerais no qual a Regional Minas Gerais passava a ser o Departamento de Cirurgia Plástica da AMMG. Vencidos todos os obstáculos, principalmente os que diziam respeito à condição e direitos dos sócios, passou a existir uma só entidade, congregando todos os cirurgiões plásticos de Minas Gerais.

Em 1974, a nova diretoria organizou o XI Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, o primeiro realizado em Minas Gerais. O evento foi realizado na sede da AMMG, de 05 a 10 de maio. Considerando que o total de cirurgiões plásticos brasileiros, naquela época, não ultrapassava algumas poucas centenas, o congresso foi um sucesso.

Neste mesmo ano, tomou posse a nova diretoria da Regional Minas Gerais da SBCP e do Departamento de Cirurgia Plástica da AMMG: Antonio da Rocha, como presidente, Maurício José de Oliveira, como secretário, e Rodrigo Otavio Gontijo Tostes, como tesoureiro.

Em outubro de 1975, outra eleição empossou os médicos Jairo Guerra da Silva na presidência, Salvador Sabino, de Governador Valadares, na vice-presidência, Valdir Galvão na secretaria e Emília Silva Klein na tesouraria. Durante o mandato de Jairo Guerra da Silva, foram realizados dois eventos de grande importância. A I Jornada de Cirurgia Estética de Minas Gerais, realizada na cidade de Araxá, e o II Congresso Brasileiro de Cirurgia Estética, em Belo Horizonte.

Em março de 1978, outra chapa foi montada para assumir o biênio seguinte. Composta pelos médicos José Carlos Ribeiro Resende Alves (presidente) , José de Oliveira Barra (secretário) e Oromar Moreira Filho (tesoureiro), a chapa eleita exerceu mandato até novembro de 1979.

Em 1979, após eleição, Lindolfo Chaves Filho assume a presidência, Mauricio José de Oliveira a secretaria e Márcio Greco Guimarães a tesouraria.

Década de 60

A década de 60 registrou um marco para os cirurgiões plásticos de Minas Gerais. Neste período, foi criado o Departamento Regional de Cirurgia Plástica de Minas Gerais, fundado em 1º de dezembro de 1964. A primeira diretoria eleita era composta pelos médicos Olendino Ferreira Prados (presidente) , Ruy Vianna (vice–presidente), Jairo Guerra (1º secretário) e Geraldo Braga (2º secretário). O médico Evaldo Alves D’Assumpção elaborou e organizou o estatuto do novo Departamento que, a partir de então, buscou dar continuidade à ascensão da especialidade em todo o estado.

As eleições para mudança de diretoria eram realizadas a cada dois anos. Por isso, no dia 13 de janeiro de 1967, assumiram os cirurgiões Paulo Donnabella – presidente, Evaldo Alves D’Assumpção – secretário, José de Oliveira Barra – 2º secretário, Geraldo Braga – representante do Departamento junto ao Conselho Científico da AMMG e Fábio Carvalho – suplente. Para representar o Departamento Regional da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica de Minas Gerais junto à Revista da Associação Médica de Minas Gerais, foi eleito Miguel Sanches, tendo Jairo Guerra como suplente.

Em janeiro de 1969, foi eleita a terceira diretoria do Departamento. Assumiram: Lindolfo Chaves Filho – presidência, Ruy Vianna – 1º secretário e Miguel Sanches – segundo secretário.

Neste mesmo ano, instalou-se no estado a Regional Minas Gerais da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Por possuir alguns itens estatutários divergentes com os do Departamento de Cirurgia Plástica, foi necessário eleger-se uma diretoria separada, apesar das reuniões acontecerem sempre em conjunto. Lindolfo Chaves Filho (presidente), Miguel Sanches (secretário) e Jairo Guerra da Silva (tesoureiro) constituíram a primeira diretoria da Regional. Esta diretoria teve um mandato excepcionalmente curto, para que as eleições coincidissem com a da nacional. Em 14 de abril do ano seguinte, foi eleita a segunda diretoria, composta pelos médicos Miguel Sanches – presidente, Lindolfo Chaves Filho – secretário e Fernando Rodrigues – tesoureiro.

Por ser a entidade mais antiga e ter sede na própria Associação Médica, o Departamento de Cirurgia Plástica era o responsável pela realização das atividades científicas.

Rua Araguari, 1705 - sl. 303 - Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP: 30190-111

(31) 3275.1488

contato@sbcpmg.org.br